Passarás

Sinto raiva, não porque te odeio

mas porque tirastes de mim o desejo de amar.

Não porque não te amo, mas porque te amo demais.

O despertar do amor em mim veio dos teus beijos

E eu, como um tolo, me perdi na delícia dos seus lábios

E tu, como uma tola, me devorou com dentes, língua, paixão

Fui consumido pelo teu fogo e jogado pra dentro de ti,

Das tuas entranhas

E hoje, muito me estranha, não quereres mais saber de mim.

Por isso sinto raiva, não porque te odeio,

mas porque gastei todo meu amor com você.

Sinto o desejo de amar, mas apenas de te amar.

E se já não tenho seu amor, vou viver com ardor

Todo esse sofrimento, essa ausência, essa dor.

Porque quando a raiva passar,

Quando a ferida curar,

Quando tornar a desejar,

Serei capaz de voltar a amar

E dessa vez não serás mais meu amor.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cara estranho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s