Eu

É como se eu estivesse enfiando minhas mãos na boca do estômago, rasgando minha carne e puxando minhas costelas com toda força que tenho. É como se eu quisesse me abrir inteiro. Como se quisesse colocar pra fora. Como se precisasse estar exposto. Como se quisesse que olhasses lá pra dentro e me visse de verdade.

Vem, olha. É feio. É belo. Sou eu.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em cara estranho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s