Me permito te escrever

É um desafio te escrever e dizer o que sinto,  o que quero dizer de uma maneira que não vá te assustar. Sei que um passo errado pode me fazer voltar dez casas. E dez casas, nesse momento, me faria voltar para antes do início da partida. E, mesmo sabendo que posso estar dando um tiro no pé, vou me arriscar.  Porque se você é tão parecida comigo quanto eu julgo que é, vai me entender.

Porque eu faço o que quero. Da mesma maneira que você também faz.  Sem ligar muito para opiniões, resultados, consequências. Não que elas não importem, mas fazer o que se quer é se libertar. E não há nada mais gostoso na vida que ser livre. Acho que somos livres pra algumas coisas. E estamos presos a outras. Contudo cheguei a um impasse. Me encontro diante da dúvida. Explico. Explicarei o que puder explicar. Você entenda o que puder entender.

Por amar a liberdade, tenho me mantido fiel a ela por uns bons anos. Acho que insegurança e relacionamentos fracassados me conduziram a um lugar onde estar sozinho é plenitude. E por muito tempo não titubiei em olhar para os olados, não ver ninguém e me regorgizar por ser completamente livre. Mas algo tem mudado. Comecei a questionar se tenho liberdade total para estar sozinho ou se não estaria aprisionado ao medo de me permitir gostar de alguém.

Tenho todo os motivos do mundo para gostar de você. E a mesma quantidade deles para me afastar. Porque, se você é tão parecida comigo quanto eu acho que é, tem a cabeça mais perturbada do mundo. E um coração que, não sabendo se vai pra esquerda ou segue para a direita, recua.

Mas tenho um motivo especial que me faz seguir em frente. É que eu acho que você vale a pena. Simples. Mesmo sabendo de todos seus defeitos. Mesmo sabendo que dar soco em ponta de faca por machucar. Mas considero o risco calculado. Eu sempre sei por onde ando. Mesmo sabendo que esse caminho é cheio de armadilhas, quero seguir adiante. E com isso não estou falando em relacionamento. Por enquanto estou no campo do me permitir te descobrir. E gostar do que tiver que gostar. E detestar o que tiver que destestar. Para mais uma vez decidir se devo continuar. Ou se devo recuar. Mas aí já é outra história…

Por enquanto me permito escrever pra você.

Anúncios

10 Comentários

Arquivado em cara estranho

10 Respostas para “Me permito te escrever

  1. Renata Pinheiro

    Chuuuu, tá querendo apaixonar? Eu, particularmente, perdi o timming para o amor. Acho que a bateria acabou e o relógio parou. Saudade de você, vem aqui!

  2. Pedro Paulo Blanco

    Nossa, meu amigo caiu de quatro mesmo.
    Mas, como sempre me dizes, no final vai ficar tudo bem.

  3. smassis

    Para o alto e avante! Bacione!

    • smassis

      Me lembrei também de “Big Jumps”, da Emiliana Torrini. É o meu ‘personal melô do faz merdinha’. Mas sempre valeu a pena. 🙂

  4. Mavie

    Cara estranho vc está indo muito bem, permita-se… é maravilhoso e, afinal, vc é livre…

    um beijo, te desejo muita liberdade para amar e se deixar ser amado.

  5. Elly

    Arre!!
    Que história parecida com a minha!!
    Até parece que eu estava escrevendo para um certo alguém.. rsrsrs
    Sabe m sinto exatamente assim, mas a solidão tah machucando de uma forma tão intensa q to pensando em deixar de ser “livre” e me aprisionar um pouquinhu… apesar de sentir um enome medo, mas vou lá…rsrs
    xeruuuuu

  6. Clarice

    Usei de Caio Abreu, Nelson Rodrigues, Gabo e Ruthy, tentando emitir a mesma mensagem para “o cara estranho”. E me questiono: estamos falando da mesma pessoa? Ou seria uma outra história? Uso de Clarice para o desabafo: Há um silêncio dentro de mim. E esse silêncio tem sido a fonte de minhas palavras.
    “Escuta: eu te deixo ser. Deixa-me ser, então.” (?)
    Desejo que sua escrita, um dia seja pra mim. Me encontra. 😉

  7. Clarinha

    Noooooossa! Arrasou no texto! =D Bjooo

  8. Adorei. E me encontro na mesma situação. Um pouco agravada por outros pontos…

  9. Taís

    “Por enquanto estou no campo do me permitir te descobrir”

    Adorei o texto, me indentifiquei muito.
    Vou tentar acompanhar a partir de agora (y)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s