Os olhos cheios

Um buraco no peito. Um vazio na alma. A cama grande e desocupada. Pra que tantos travesseiros?

O coração às moscas. A cabeça à mil. O copo cheio. Os olhos também.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em cara estranho

Uma resposta para “Os olhos cheios

  1. Érica

    “…às vezes o amor acaba como se fora melhor nunca ter existido; mas pode acabar com doçura e esperança; na floração excessiva da primavera; no abuso do verão; na dissonância do outono; no conforto do inverno; em todos os lugares o amor acaba; a qualquer hora o amor acaba; por qualquer motivo o amor acaba; para recomeçar em todos os lugares”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s