Série “Coisas de Belém”: a diferença entre cachorro-quente e hot-dog

O idioma não é o único fator que diferencia esses sanduíches na capital paraense

Dia desses fui ao Big Mengão, uma versão paraense do “podrão” carioca, mas que por aqui ganha certo profissionalismo. O BM tem até algumas franquias espalhadas pelas esquinas de Belém.  Vende-se o cardápio básico da larica pós-balada: sanduíches, sucos, refri e afins.

A variedade de sandubas é grande e há esquisitices como BIG LEITÃO e LEITÃO SPLIT, esse feito com banana e carne de porco.  Mas o que me surpreendeu de verdade no cardápio foi ver que há diferença entre entre cachorro-quente e hot-dog. E, amigos, acreditem, são sanduíches completamente diferentes.

Vamos às receitas. Cachorro-quente: pão de massa fina, com picadinho de carne e batata-palha. Hot-dog: pão massa fina, salsicha, alface, tomate e cebola.  A coisa piora quando se descobre que picadinho de carne é, na verdade, carne moída…

Achei que era uma particularidade do BM, mas, ao comentar a minha surpresa com os belenenses, eles é que se surpreenderam em saber que cachorro-quente e hot-dog são o mesmo sanduíche no resto do Brasil.

É nisso que dá viver em um país continental.

Big Mengão em Nazaré: sanduíches deliciosos e bom atendimento

About these ads

7 Comentários

Arquivado em cara estranho

7 Respostas para “Série “Coisas de Belém”: a diferença entre cachorro-quente e hot-dog

  1. Substimaste o cachorro quente.
    Não é só picadinho. O grande barato é a salada de repolho com maionese!

    E uma correção: no hot-dog não vem vem alface, só batata palha.

    beijins!

    Amo cachorro quente!!!

  2. Essa diversidade cultural torna o Brasil essa maravilha, apesar de certos políticos, que teimam em estragar o que temos de melhor.

  3. Cosme

    Sou de Manaus, e quando estive em Belém no ano passado, experimentei também o cachorro-quente e o hot-dog. Aqui em Manaus os dois são a mesma coisa. É também chamado de “kikão”. A receita é parecida com a do hot-dog paraense: pão da massa fina, salsicha refogada com pomarola e repolho bem cozidos. Após colocar a salsicha e o molho dentro do pão, acrescenta-se milho, batata-palha, queijo ralado e maionese e catchup à vontade.
    Parabéns pela cidade, muito bonita. Mas eu acho que o governo daí, semelhantemente como o daqui do Amazonas, deveria investir mais no marketing amazônico. Nas palavras de um paraense em um blog, disse ele que os belenenses querem parecer mais com cariocas e paulistas, do que propriamente com o povo nossa nossa região. Será isso mesmo?

  4. regina nunes

    O nosso hot e o nosso cahorro quente, são mais comuns do que sanduiche de tucumã. Fala serio comer tucumã com pão isso sim é sinistro.
    E viva Belém a capital mais bonita da Amazonia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s